Por dentro

#comunicação #Desinformação #pandemia #pesquisa #PPGCOM #Seminário
O combate à desinformação nas pesquisas em comunicação da Unisinos
“PPGCOM realiza seminário para dialogar sobre a desinformação e a pandemia. Atividade faz parte da programa de mestrado, mas é aberta ao público interessado”
Lisandra Steffen


O Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação (PPGCOM) organizou para este semestre o Seminário Intensivo II: Desinformação e Pandemia – uma atividade acadêmica do programa de mestrado e doutorado da Unisinos. A intenção é debater algumas das questões propostas no projeto de pesquisa “Fake News, desinformação e Covid-19. Diagnóstico para estratégias de boa comunicação em plataformas e redes digitais”, organizado pelos professores do PPGCOM e que ainda está em fase de implementação.


As aulas já estão ocorrendo  durante as manhãs, a partir das 9 horas, e se iniciaram na última segunda-feira, dia cinco. No primeiro dia, além da apresentação geral do seminário, os estudantes do PPGCOM receberam a professora Ana Regina Rêgo, da Universidade Federal do Piauí (UFPI). Presidenta da Federação Brasileira das Associações Científicas e Acadêmicas de Comunicação (Socicom), a pesquisadora falou sobre a Rede Nacional de Combate à Desinformação. “A estratégia do Steve Bannon e do Trump, aliado às estratégias psicológicas, consiste em, também, implantar a dúvida e, ao plantar a dúvida, plantar ‘novas certezas’, provocando o desentendimento e essa polarização da sociedade a partir da disseminação de uma cultura do ódio, do medo e da dúvida inicial”, explica. A primeira aula pode ser assistida através do link.


O Seminário tem a coordenação do professor  Ronaldo Henn e a participação das professoras  Adriana Amaral, Maria Clara AquinoSonia Montaño e dos professores Gustavo FischerRafael Grohmann. A atividade foi dividida em sete eixos, sendo eles: 


Lógicas de circulação da desinformação em plataformas digitais; 

Construção do medo, pânico e ansiedade na circulação de narrativas sobre Covid-19 em plataformas digitais; 

Construção de narrativas com vínculos entre pandemia e Saúde Pública nas plataformas digitais; 

Processos audiovisuais, inclusive em deep fakes; Papel de celebridades e influenciadores digitais na circulação de desinformação;

Possibilidades de limitações no uso de IA e Processamento de Linguagem; 

Dimensões éticas implicadas nas fake news e interfaces com sistema jornalístico; 

Projetos de media literacy, comunicação científica e prevenção de circulação da desinformação.


O seminário é aberto para qualquer interessado nos assuntos que serão discutidos ao longo dessas duas semanas, não apenas para alunos do PPGCOM. A programação completa, assim como o link para cada atividade, pode ser conferida abaixo:


Aula 4: 08/10, 9h – Eixo 2 (Construção de medo, pânico e ansiedade na circulação de narrativas sobre Covid-19 em plataformas digitais) com a professora Dra. Sonia Montaño.


Aula 5: 09/10, 9h – Eixo 3 (Construção de narrativas com vínculos entre pandemia e Saúde Pública nas plataformas digitais) com o professor Dr. Rafael Grohmann e participação de Igor Sacramento, da Fundação Oswaldo Cruz e Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).


Aula 6: 19/10, 9h – Eixo 4 (Processos audiovisuais, inclusive em deep fakes) com os professores Drs. Gustavo Fischer e Sonia Montaño.


Aula 7: 20/10, 9h – Eixo 5 (Papel de celebridades e influenciadores digitais na circulação de desinformação. Possibilidades e limitações no uso de IA e Processamento de Linguagem) com a professora Dra. Adriana Amaral e participações de Sandro Rigo, do PPG de Computação Aplicada/Unisinos e da Issaaf Karhawi da Universidade de São Paulo (USP).


Aula 8: 21/10, 9h – Eixo 7 (Projetos de media literacy, comunicação científica e prevenção de circulação da desinformação) com o professor Dr. Rafael Grohmann e participações de Carlos D’Andrea, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), e da David Nemer, da Universidade da Virgínia.


Aula 10: 23/10, 9h – Eixo 6 (Dimensões éticas implicadas nas fake news e interfaces com sistema jornalístico) com o professor Dr. Ronaldo Henn e participação de Rogério Christofoletti, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), e Felipe Moura de Oliveira, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Mais recentes