#empreendedorismo #GeraçãoE #Jornal do Comércio #jornalismo #jornalismo impresso
Alunos da Beta Redação Economia no GeraçãoE
“Reportagens abordam startups incubadas nos Polos Tecnológicos do Vale do Sinos e a importância desses locais para o desenvolvimento da economia.”
Bruna Bertoldi


A edição desta quinta-feira, dia 24 de outubro, do GeraçãoEJornal do Comércio – foi produzida em parceria com os alunos da disciplina de Laboratório de Jornalismo na Editoria de Economia e Política (Beta Redação Economia) de São Leopoldo. O GeraçãoE – que produz conteúdos multiplataforma – é o único veículo do estado centrado no tema empreendedorismo. Já é o terceiro ano que os estudantes da atividade têm a oportunidade de ter suas matérias em uma edição exclusiva.

Para este semestre as reportagens estão voltadas ao negócio das startups. O editor do GeraçãoE, Mauro Belo Schneider, destaca que esta parceria amplia a região de abrangência do caderno. “É muito legal, além de ser uma oportunidade de focar na região do Vale do Sinos”, salienta.

O professor da disciplina, Felipe Boff ressalta a importância da colaboração. “É muito importante, principalmente por ser uma publicação voltada a um conteúdo específico, produzida por um veículo de credibilidade com profissionais respeitados. É uma vitrine que beneficia ambos dos lados”, comenta.

O tema oportunizou pautas variadas, como a entrevista com a diretora do Tecnosinos, Susana Kakuta e com o coordenador do Feevale Techpark, Gustavo Piardi. Ambos explicaram como é o processo para se tornar uma startup incubada em seus respectivos parques tecnológicos. Além disso, foram produzidas pautas que envolvem empresas tanto na fase de pré-incubação, como de aceleração de startups, a partir da H2Hub e a Ventiur. No caderno de oito páginas será possível conhecer as histórias de empreendedores de startups e empresas consolidadas localizadas nos três parques tecnológicos do Vale dos Sinos: Tecnosinos, Feevale Techpark e Ulbratech Canoas. São elas: EGSYS, Bruuerei, XLabs, X4 Tecnologia, Wedy, Ventiur, Valencia, Synérgya, Saipos, Raks, NetEye, Criatecno, Birdi e Nastra. A repórter e editora do GeraçãoE, Isadora Jacoby ressaltou que a maior dificuldade para a produção de pautas que envolvem esse segmento está nas denominações. “Uma grande dificuldade que eu sinto é de traduzir para o leitor, cada nome ou processo, pois há uma linguagem muito própria”, revela.

Uma experiência marcante 

A professora da Beta Economia, Luciana Kraemer conta sobre o processo de produção. “Foi um belo trabalho, e um dos ganhos desta edição foi que os estudantes puderam conhecer mais sobre microeconomia, buscando informações e tendo que contar histórias sobre empreendimentos ligados à tecnologia, uma alternativa de renda que está aí também para os alunos da indústria criativa”, explicou. 

Para a aluna Caren Rodrigues, foi uma estreia importante. “Foi a minha primeira experiência com jornal impresso. E fiquei feliz, pois vai entrar para o meu portfólio e que me ajudará futuramente na minha carreira”, ressalta. Vitorya Paulo, destaca as oportunidades práticas da atividade. “Foi bacana, porque é um mundo que eu não estava próxima e nunca pensei em me aproximar, fez eu ter conhecimento de vários conceitos sobre startups e empreendedorismo. O que  me auxiliará se um dia eu quiser empreender”, comenta.

Se interessou e quer conferir o material produzido? As reportagens estão disponíveis na edição impressa, que pode ser adquirida nas principais bancas de Porto Alegre, e nas próximas semanas no site do GeraçãoE.

Mais recentes