Por dentro

#Arte contemporânea #comunicação e arte #MARGS #museus #saída de campo
Quando a sala de aula é o museu de arte
"Alunos da disciplina Comunicação e Arte da Unisinos realizam projeto digital com a exposição “Coleção Sartori — A arte contemporânea habita Antônio Prado”, no Margs "
Gabriel Ferri

As saídas de campo são uma ótima oportunidade para alunos poderem aplicar os conhecimentos desenvolvidos na sala de aula.. Com o retorno gradual das aulas presenciais, pouco a pouco as disciplinas voltam a se apropriar de outros espaços não menos educativos. Comunicação e Arte é uma dessas disciplinas que se beneficia das saídas de campo. Neste semestre, a turma foi até o Museu de Arte do Rio Grande do Sul (MARGS). A visita ocorreu em um sábado, no final de abril, sob supervisão do professor da Escola da Indústria Criativa, Everton Cardoso que ministra a disciplina. 

Durante a saída de campo, que é sempre prevista no cronograma quando a disciplina é ofertada, há um exercício de apreciação estética, sendo focada na arte contemporânea e suas características peculiáres quando comparadas a outras escolas do movimento artítsitico. Outra questão abordada é o funcionamento de um museu, as curadorias de peças do acervo. No caso do MARGS, o mesmo  se destaca por ter a exposição “Acervo em Movimento” e possuir mais de 5 mil peças armazenadas, além de exposições intinerantes, que muitas vezes chegam com instuções específicas de como a exposição deve ser montada, explicou o professor. 

Para a estudante de jornalismo Torriê Aliê Breier o principal diferencial da saída de campo é expandir os horizontes. “Acho muito importante porque faz com que possamos sair da nossa “bolha”, dessa caixinha do cotidiano e nos permitir ter outras visões, pensamentos, reflexões, sentimentos como algo novo ou que não estamos acostumados”. 

Como o modelo de aula para essa disciplina continua primariamente no formato de ensino à distância, também foi uma oportunidade de integração entre colegas e professores. “Achei muito legal a iniciativa do professor de ter feito essa saída porque além de visitar o museu, tivemos oportunidade de conhecer os colegas e trocar ideia pessoalmente” afirma Emily Apolinario estudante do 5º semestre de Comunicação Digital. Para Torriê “Acho essencial sair da rotina e visitar locais que às vezes parecem ser distantes da realidade corrida. Mas foi muito legal conhecer o museu, ver as obras, “abrir” a mente para questionamentos e para o conhecimento”. 

Para finalizar a saída de campo, os alunos realizaram uma atividade avaliativa que envolve escolher uma obra e relaciona-lá com a letra de uma música. A postagem desse trabalho foi feita no perfil do instagram do projeto da disciplina. O projeto @com.uni.arte ocorre desde 2020 e já tem mais 350 trabalahos de alunos postados. Em cada trabalho o projeto foca em um artísta ou exposição e pode ser acompanhado pelo link: https://www.instagram.com/com.uni.arte/ 

Mais recentes