Por dentro

#comunicaçãourbana #parcerias #projeto #publicidade
Parceria para reconstruir
"Turma de Comunicação Urbana, do curso de Publicidade e Propaganda da Unisinos, desenvolve projeto para uma escola pública do interior do Estado seriamente danificada por uma tempestade"
Paola de Bettio Torres


Com a chegada da pandemia, realidades antes já complicadas se tornaram cenários extremamente complexos. É o caso de muitas escolas públicas, que se viram afundadas ainda mais em dificuldades, da infraestrutura aos materiais didáticos. De olho nessa realidade, o curso de Publicidade e Propaganda da Unisinos promove parcerias com instituições que precisem de ajuda. O objetivo é qualificar os futuros publicitários, que têm a oportunidade de vivenciar desafios reais, além, claro, de incentivar ações solidárias entre os estudantes.


O Colégio São José do Maratá, localizado na área rural de São José do Sul, distante 82 quilômetros de Porto Alegre, sofreu um incêndio em junho de 2020, após um raio, em meio a um forte temporal, atingir o prédio da escola. O incidente abalou a comunidade escolar. O diretor, Júlio Hoerlle, lembra bem desse dia. “Em junho de 2019, tínhamos realizado uma festa para cerca de mil pessoas para comemorar os 60 anos do educandário. A grana levantada foi aplicada na pintura geral da escola, compra de equipamentos, enfim. A instituição tinha ficado nova. Um ano depois, o raio, seguido do incêndio, atingiu o coração do colégio, afetando a cozinha, os banheiros, o refeitório e o Pátio Coberto”, conta. 



O corredor e a cozinha do colégio foram queimados após o incêndio. (Imagem: Júlio Hoerlle / Arquivo Pessoal)


Tempos depois, refeito do sinistro, Hoerlle entrou em contato com o professor Guilherme Caon, que ministra a disciplina de Comunicação Urbana. O diretor conhecia as parcerias do curso de PP por meio de um projeto anterior. Além disso, sua esposa trabalha no Hospital de Montenegro, que já realizou um projeto com a Unisinos.


Dessa forma, no segundo semestre do ano passado, a turma de Comunicação Urbana, que estuda como comunicar dentro dos espaços e das cidades, recebeu o desafio de projetar ações comunicacionais para a escola. A aluna Bianca Britz conta que a turma foi dividida em grandes grupos, que funcionavam como setores – atendimento, direção de arte, entre outros. “A escola não tinha um projeto visual, então, tivemos que criar um. A gente tinha as referências que a escola gostava. A partir disso, decidimos quais cores a gente iria utilizar, quais seriam as fontes”, explica.


Camiseta do uniforme também teve identidade visual planejada pelos alunos da Unisinos (Imagem: Comunicação Urbana / Divulgação)



Pasta criada com o logo aplicado para os alunos (Imagem: Comunicação Urbana / Divulgação)



Além de produzir um logotipo e uma identidade visual nova, a turma planejou sinalizações para que o espaço comunicasse mais alegria e acolhimento entre comunidade e escola, e, principalmente, engajar e aproximar os alunos. “Eles estavam procurando alguém que pudesse qualificar o espaço da escola, muito danificada por causa do incêndio. Propusemos algumas coisas para tornar o ambiente mais alegre, a partir de algumas teorias do design. Desenvolvemos um planejamento de comunicação amplo”, avalia Caon. 



Novas cores e intervenções alteraram o visual do Pátio Coberto da escola (Imagem: Comunicação Urbana / Divulgação)

O acesso do colégio também recebeu melhorias estéticas (Imagem: Comunicação Urbana / Divulgação)




Os espaços do colégio foram repensados, ganhando novas cores e banners. Até mesmo uniformes e materiais, como pastas, receberam nova identidade visual. Além disso, um mural foi pintado em uma área de convivência



Um mural pintado é uma das novidades visuais propostas pelos alunos da Unisinos. Na fotografia, Arthur Hoerlle, filho do diretor Júlio. (Imagem: Comunicação Urbana / Divulgação)



Entre as principais ações desenvolvidas pelos jovens publicitários está o “Projetos Temáticos”, que foram planejados para despertar e trazer para o ambiente escolar os interesses e talentos dos alunos. Diversos temas interdisciplinares foram organizados, com base nas “nove inteligências”, definidas pelo psicólogo cognitivo e educacional Howard Gardner. Segundo os universitários, a ideia com a proposta é que os alunos do colégio se sintam ativos e envolvidos com o ambiente escolar, com a comunidade e com si próprios, gerando uma sensação de pertencimento. Foi proposto ainda um projeto de captação de recursos para disponibilizar aos estudantes do Ensino Médio um itinerário de formação.


“Esse trabalho torna nosso ambiente melhor e significa uma superação das dificuldades enfrentadas por uma escola pública do campo, trazendo algo inovador, identificado com as necessidades e desejos dos jovens estudantes. A ideia é executar na íntegra esse projeto do curso de Publicidade e Propaganda da Unisinos”, elogia Hoerlle.

Mais recentes