Por dentro

#design #industria criativa #mercado de trabalho #workshop
Festa infantil foi o tema central do Workshop semestral do curso de Design
"Divididos em 12 equipes, os estudantes precisaram desenvolver diferentes sistemas Produto-Serviço para festas de aniversário infantis"
Tynan Barcelos


Desenvolver uma festa infantil. A divertida missão foi passada a estudantes de Design da Unisinos na edição deste semestre do Workshop. O evento, presente no calendário desde o início do curso, ocorreu de 3 a 7 de maio.


Nesta edição, os futuros designers, divididos em 12 grupos, precisaram lidar com um briefing real, que só foi informado no primeiro dia das atividades. O desafio: desenvolver diferentes sistemas Produto-Serviço para uma festa infantil. Era preciso considerar no projeto a participação da criança e construir diferentes personas.


Ao todo, cerca de 80 pessoas estiveram envolvidas no workshop, que foi realizado através da plataforma de videoconferência Teams. Para a coordenadora do curso Maura Della Flora Flores, a mistura entre alunos de diferentes semestres foi importante para o desenvolvimento dos projetos. “Nesse processo, tem algo que é bem particular dos estudantes: de se articularem entre si. Isso vai além do nosso posicionamento. Traz uma concepção bem positiva da prática profissional”, explica.


Durante a criação das festas, os estudantes tiveram que redefinir os briefings e amadurecer os processos de pesquisas. “Teve uma equipe que escolheu uma criança com autismo, porque traria um desafio novo de entender as peculiaridades daquele público. Já outras equipes determinaram a idade e escolheram as preferências daquela criança. Ou seja, tiverem diferentes recortes para um mesmo briefing”, comenta a professora.

Cerca de 80 pessoas estiveram envolvidas no evento
(Foto: Reprodução)


A primeira e a última experiência


A aluna do primeiro semestre Sophia Nagelstein participou pela primeira vez da atividade. “Fiquei apreensiva, pois tinha a impressão de que não poderia ajudar a realizar as tarefas por ter pouca experiência. Mas acabou sendo um evento incrível”, conta a estudante, que também aprendeu a utilizar novas ferramentas para os trabalhos e projetos em aula.


O fato de estar desenvolvendo um projeto real foi determinante para Sophia. “O Workshop foi importante para entender essa sensação. Guardo boas lembranças e aguardo ansiosa pelo próximo evento. Espero que, em breve, eu possa, finalmente, experienciar de forma presencial”, torce a estudante. 

Aluna do primeiro semestre, Sofia achou o Workshop um evento incrível
(Foto: Arquivo Pessoal/Sophia Nagelstein)


Já para Lucas Henrique Batista, do sétimo semestre, essa foi a última experiência com o Workshop. “Significou, para mim, o encerramento de um ciclo de maturidade e aprendizagem. Hoje, eu olho para trás e vejo que em cada Workshop houve uma grande evolução na minha forma de trabalhar, colaborar e me adaptar aos novos desafios”, comenta.


O estudante destaca que duas edições da atividade foram marcantes para ele: “Uma ocorreu no quinto semestre, e a outra, no sexto. Nesses dois Workshops, fizeram uma fusão entre os cursos de São Leopoldo e Porto Alegre. A forma como colaboramos e nos relacionamos foi muito agregadora”, lembra.

Cursando o sétimo semestre, o último Workshop de Lucas significou
“o encerramento de um ciclo de maturidade e aprendizagem” 

(Foto: Arquivo Pessoal/Lucas Henrique Batista)


O que vem por aí


Para o futuro, além de novas edições do Workshop e das Aulas Inaugurais, a coordenação está preparando uma grande comemoração para os 15 anos do curso, que serão completados em 2022. As comemorações terão início no mês de março. A reportagem bem que tentou, porém Maura não quis adiantar como será a celebração. Mas conseguimos um spoiler: “Terá uma história grande e importante para contar”, observa a coordenadora.

Mais recentes