Deu certo

#RPUnisinos #industria criativa #produção #relações públicas
Desejo de estar onde tudo acontece
"Conheça a trajetória de Martina Möller, egressa do curso de Relações Públicas que hoje atua como empresária do comediante Murilo Couto"
Tynan Barcelos


Com o sonho de logo se tornar independente, Martina Möller tinha apenas 17 anos quando entrou na Unisinos. Apesar do interesse pela psicologia, ela escolheu estudar Relações Públicas. “Não me arrependo nem um pouco dessa decisão. Vejo que todo mundo precisa de um RP”, comenta a ex-aluna, que é natural de São Leopoldo, mas, atualmente, mora em São Paulo.


Uma das primeiras experiências profissionais de Martina aconteceu ainda durante a faculdade. A estudante foi admitida como estagiária na Agexcom. Por dois anos, atuou no Núcleo de Relações Públicas da agência. Com o término do estágio, Martina optou por dar um tempo na vida universitária para respirar novos ares. Ela até trocou de país para isso. A jovem resolveu morar na Califórnia, nos Estados Unidos. O intuito da viagem era aprender inglês, já que ela não conseguia fazer isso aqui no Brasil. A experiência, que era para durar no máximo um ano, durou seis. Neste período, Martina trabalhou nos mais diferentes empregos: “Fui babá, garçonete e até mesmo caixa de um banco. Foi um período bem legal, morava a uma quadra da praia”, lembra.


Após voltar dos Estados Unidos, o objetivo de Martina era terminar o curso de Relações Públicas. Ela estudou por um semestre no Uruguai, através de uma bolsa de estudos, e concluiu a graduação em 2013.

Martina hoje é empresária do comediante Murilo Couto 
(Foto: Arquivo Pessoal/Martina Möller)


Próximo destino: São Paulo


As primeiras experiências profissionais de Martina pós-faculdade foram inusitadas. Tudo começou com a vontade que ela tinha em morar no centro do país, onde, segundo ela, tudo acontece: “Mandei currículos para todos os lugares possíveis e pensei em ir na primeira oportunidade que surgisse”, revela.


Por isso, a gaúcha se candidatou para trabalhar no setor de marketing de uma empresa que fazia extensões de cabelos para mulheres. A empresa era estadunidense e estava chegando no Brasil. “Bom, minha mãe era cabeleireira e eu já morei nos Estados Unidos. Ou seja, a vaga era pra mim”, recorda, aos risos.


Depois disso, já em São Paulo, Martina quase conseguiu o “emprego dos sonhos”, que a permitiria viajar por todo o Brasil. Era um projeto da Volvo Caminhões, em parceria com o programa Siga Bem Caminhoneiro, que ia ao ar nas manhãs de domingo, no SBT. Quase, porque, quando o projeto ia começar, acabou sendo cancelado. Martina iria trabalhar em uma caravana que passaria por várias regiões do país.


Projeto abortado, sem emprego e quase sem dinheiro, os arranha-céus de São Paulo, de repente, pareciam cada dia maiores e assustadores. Foi aí que surgiu o comediante Nando Viana na vida da relações-públicas. Nando, também egresso da Unisinos e ex-estagiário da Agexcom, ofereceu um pouso na sua casa até que Martina conseguisse um novo lugar para morar: “A ideia era eu ficar um mês. Acabei ficando nove. Tenho uma gratidão absurda por ele”, comenta.


Por meio de Nando, Martina conheceu o também comediante Murilo Couto. O artista frequentava a casa de Nando, que funcionava como uma espécie de “república de comediantes”. “O Murilo nunca havia gravado suas apresentações. Então, propus produzir um show dele. Ele não precisaria me pagar. Eu ganharia experiência com o projeto. Gravamos e foi um sucesso”, conta Martina. O show de Murilo foi vendido para a Netflix. Assim, em 2015, Martina pode se estabelecer em definitivo em São Paulo.

Com o desejo de estar onde tudo acontece, Martina resolveu 
se aventurar em São Paulo, cidade onde vive até hoje 
(Foto: Arquivo Pessoal/Martina Möller)


A parceria profissional com Murilo é um aspecto importante na vida de Martina: “Gosto muito de trabalhar com ele. É um baita de um artista e, o que é mais importante pra mim, ele tem princípios e valores parecidos com os meus”, destaca.


Atualmente, Martina é empresária de Murilo e produtora do grupo de comédia Em Pé Na Rede. Uma das conquistas mais recentes da egressa foi a produção do stand-up Murilo Couto: 2020. Realizado no final do ano passado, a produção foi vendida para o Globoplay. “Gravamos em um lugar totalmente diferente, uma fábrica abandonada. Foi muito desafiador”, observa Martina, que revela ter outro projeto em vista: “Gostaria de ter um canal no YouTube sobre viagens. É uma das minhas paixões”.

Mais recentes