Por dentro

#beta política #Beta Redação #eleições #eleições 2020 #entrevista
Você já escolheu seus candidatos para domingo? A Beta Redação te ajuda a tomar decisão
“Na reta final da campanha recuperamos o trabalho que envolveu a série de entrevistas exclusivas, produzidas pelos estudantes da Beta Política com os candidatos de Porto Alegre e São Leopoldo”
Bruna Lago


Neste ano atípico, com tempo mais escasso para as campanhas políticas e novas formas de se chegar aos eleitores, o Laboratório de Jornalismo na editoria de  Política, do curso de Jornalismo da Unisinos, também inovou. 


“Cerca de dois meses atrás, ainda não havíamos definido nosso planejamento para as eleições, quando a instituição manifestou interesse no trabalho da Beta Redação”, explica o professor Felipe Boff, um dos coordenadores da Beta. Além do coordenador, os professores Daniel Bitencourt e Flávio Dutra são responsáveis pela disciplina, em São Leopoldo e Porto Alegre, respectivamente. “A Unisinos apresentou esse entendimento de que, em tempos de pandemia e aulas presenciais suspensas, a Beta seria um canal adequado para engajar a comunidade acadêmica no tema da eleições.”


A partir desse primeiro contato, professores e coordenadores dos campi Porto Alegre e São Leopoldo passaram a debater qual a melhor abordagem para atender a ideia proposta. Dessa discussão surgiu a consulta por e-mail, estendida a toda a comunidade acadêmica para que sugerissem questões aos candidatos das duas cidades diretamente ligadas à Universidade. “Nesse processo, após a filtragem e edição das sugestões, retiramos cinco perguntas comuns para todos os concorrentes de cada cidade”, diz o professor. As outras cinco perguntas foram feitas pelos próprios estudantes, com suporte dos professores.


Foi aí que o trabalho dos alunos começou. A Letícia Costa, que está no penúltimo semestre do curso, foi escolhida para ser a mediadora do debate proposto para os candidatos da cidade de São Leopoldo. “Dividimos a turma para que alguns de nós cuidassem do debate e os outros providenciassem entrevistas com os candidatos”, conta a aluna. “Eu fiquei na produção do debate, então acompanhei as reuniões com os coordenadores de campanha para convidar a participar e acertar os detalhes. Como seria a mediadora, fiz o roteiro e me preparei para o dia, mas também foi graças aos colegas que ficaram cuidando do tempo e divulgando nas redes.”


Já a Ketlin Siqueira, também do sétimo semestre, ficou com a equipe das entrevistas e teve a oportunidade conversar com o candidato a prefeito de São Leopoldo o Professor Nado, do Cidadania, que, mais tarde, participou do debate. “A entrevista foi muito bacana. Foram dez perguntas, cinco minhas e cinco feitas por sugestão da comunidade acadêmica da Unisinos”, revela Ketlin. A ideia de uma videoconferência com o candidato não se realizou, mas recebeu um áudio com as perguntas e respostas na íntegra. “Foi tudo muito tranquilo. Estava aflita porque, como sou da serra, não conhecia ele, mas tudo correu bem. Depois da entrevista, transformamos as informações em um perfil do candidato. Tudo padronizado, para darmos um espaço igual para todos eles.”


Para a Letícia, que além da preparação precisou driblar o nervosismo no dia, essa foi uma experiência importante. “Foi um desafio, mas foi especial. Me sinto privilegiada por ter participado, já que não é sempre que a Beta tem essa oportunidade de cobrir as eleições”, confessa ela. “Vou levar para o resto da vida essa lembrança, de ter mediado um debate nas eleições municipais. Os candidatos também foram profissionais e trouxeram as propostas, sem faltar com respeito.”O debate, realizado no final de outubro, ocorreu ao vivo pelas plataformas do Youtube e Facebook, nas contas da Beta Redação, e permanece disponível neste link. “Pelas impressões que tivemos, foi algo bem grandioso”, comemora Ketlin. “Teve em torno de seis mil repercussões. E foi um debate importante que a universidade proporcionou, porque são questões que sempre precisam ser esclarecidas, já que um dos candidatos vai vir a ser prefeito da cidade onde a Unisinos se encontra.” Para a estudante, essa também foi uma oportunidade única. “Não foi um teste, foi real. Está sendo muito bom fazer Beta Política em ano de eleições.”


A eleição da capital no foco dos interesses


Com os candidatos de Porto Alegre, o processo foi parecido, já que todos os alunos puderam participar das entrevistas. Lucas Lanzoni, do 7º semestre, entrevistou Gustavo Paim, do PP, um processo iniciado com a assessoria do candidato. “Foi uma experiência bacana, porque é interessante poder conversar com essas figuras públicas”, conta ele. “Por mais que eu tivesse que seguir o protocolo, de não poder debater uma resposta dele, por exemplo, foi muito esclarecedor.”


Nessas eleições três mulheres concorrem à prefeitura da capital, uma situação nova, mas que já podia ter acontecido antes, segundo opinião da estudante Juliana Coin, também do penúltimo semestre. “As candidatas estão presentes na política há anos, não sei como não aconteceu antes”, opina. Ela entrevistou a candidata Juliana Brizola, do PDT, e ficou bastante impressionada com a agenda cheia. “Se eu disser que foi fácil, vou estar mentindo. Foi um ano de campanha curta e ainda mais dificuldade de acesso. Principalmente em Porto Alegre, eram muitos veículos buscando contato com os candidatos. Eu, por exemplo, entrevistei a Juliana enquanto ela estava na plenária participando de uma votação, porque foi o tempo que ela tinha. É uma situação que nós, futuros jornalistas, temos que estar preparados para enfrentar, encontrar uma brecha na rotina da pessoa, se adaptar às possibilidades.”


A Tuane Moreira, também finalizando o curso, entrevistou o candidato José Fortunati, do PTB. Há poucos dias da eleição, Fortunati renunciou a candidatura, por causa  da impugnação da candidatura do vice, André Cechinni, por irregularidade no prazo de registro. O fato acabou trazendo uma reviravolta do campo político e também mais uma experiência para todos os jornalistas envolvidos. Para a estudante, foi mais importante do que esperava. 


“Foi gratificante trabalhar com uma figura pública conhecida, experiente na política”, conta Tuane. “Foi uma entrevista boa porque o Fortunati respondeu como os jornalistas gostam: nem muito curto nem extenso demais. Foi meu primeiro contato com um nome conhecido da política e gostei bastante do resultado.” Como não foi possível realizar a entrevista por videoconferência, a assessoria do candidato gravou um áudio com as perguntas e as respostas do candidato. Apesar de não ser a forma ideal de se trabalhar, nesse período de isolamento e ressalvas, a estudante conseguiu tirar um lado bom. “Foi interessante perceber como ele recebeu e interpretou as perguntas.”


As disciplinas da Beta Redação são conhecidas pelo trabalho prático, mas com o isolamento social e as novas necessidades, os alunos e professores vêm trabalhando com adaptações. “Claro que o olho no olho, o presencial, nunca vai ser substituído à altura, mas temos possibilidades para explorar”, concorda Tuane. E essas possibilidades, que envolvem muito contato e rede de conhecimentos, foi outra lição aprendida pelos estudantes. “No futuro, precisamos sempre lembrar de que jornalista não pode ser inimigo de outro jornalista. Precisamos uns dos outros, precisamos de contatos. Sobretudo na política”, pontua Juliana.


Para o professor Felipe Boff, essa foi uma experiência bem sucedida a ser replicada. “Foi um projeto coletivo: institucional, docente e discente”, conclui. “Tão rico como experiência pedagógica quanto valoroso em termos jornalísticos, como contribuição à sociedade neste momento fundamental da nossa democracia. No futuro, certamente será revisitada, repetida, adaptada, e por que não, aperfeiçoada.”


Reta Final


Na noite de quinta-feira, os candidatos porto alegrenses se reuniram para um debate no estilo drive in, transmitido pela Rádio Gaúcha, com mediação do jornalista Daniel Scola. Esse foi o último debate antes da votação no domingo, e também, a última chance de conversar com os eleitores indecisos. O debate teve rodadas de perguntas entre os candidatos e também perguntas enviadas por pessoas comuns da capital. A repercussão do debate gerou questionamentos nas redes sociais e acirrou os ânimos dos candidatos. 


E para conferir todas essas matérias, e muito mais, só entrar na página da Beta Política. Abaixo você encontra as matérias dos respectivos candidatos de São Leopoldo e Porto Alegre.


São Leopoldo

Ary Vanazzi do PT.

Delegado Heliomar do DEM.

Professor Nado do Cidadania.

Professor Célio do PSOL.


Porto Alegre

Fernanda Melchionna do PSOL. 

Gustavo Paim do PP.

João Derly do Republicanos.

José Fortunati do PTB.

Juliana Brizola do PDT.

Julio Flores do PSTU.

Luiz Delvair do PCO.

Manuela d’Ávila do PCdoB.

Montserrat Martins do PV.

Nelson Marchezan do PSDB.

Rodrigo Maroni do PROS.

Sebastião Melo do MDB.

Valter Nagelstein do PSD.

Mais recentes