Por dentro

#carreira #conecta #relações públicas #rp #Unisinos Conecta
Os RP’s por trás do Conecta
“Além de apresentar os cursos para a comunidade, o programa é uma oportunidade para os estudantes de relações-públicas lidarem com as práticas da carreira”
Bruna Lago



Desde 2011, anualmente o Conecta reúne os cursos da Unisinos para mostrar aos estudantes do ensino médio que estão buscando uma graduação e pensando em qual carreira seguir. Para muitos, é uma oportunidade para conversarem com universitários da área que gostam, ou mesmo descobrir um curso totalmente novo!


Mais do que isso, é a chance também dos alunos que estudam na Unisinos de colocarem em prática parte do conhecimento que adquirem na graduação. Um dos cursos que promove esta experiência é o de Relações Públicas, justamente o que mais se envolve na produção do Conecta. São profissionais e estudantes de RP envolvidos no processo, e em diferentes setores, fazendo o Conecta chegar a milhares de pessoas. 


A professora Taís Motta, coordenadora do curso de RP da Unisinos, ressalta que essa é uma oportunidade única de atuação, já que a cada ano os alunos podem trabalhar em outras áreas. Taís, que também acumula a coordenação geral do evento, explica que as funções desempenhadas pelos estudantes vão desde os vídeos promocionais até a apresentação das oficinas. A aluna Bianca Nunes, que ano passado trabalhou como voluntária no espaço da Indústria Criativa, dessa vez atuou na campanha de divulgação e agora se prepara para o evento da próxima semana.

Antes no presencial, agora no Conecta online, os estudantes têm a oportunidade de exercitar o trabalho de relações-públicas (Foto: Reprodução/Bianca Nunes)


“Amo eventos e amo falar do meu curso, logo, o Conecta é perfeito”, brinca ela. “Espero que em 2020, mesmo sendo online, consiga que os estudantes tenham uma visão do que é o curso de Relações Públicas. E uma maneira eficiente é mostrar quem faz o Conecta. Mostramos as voluntárias que correm para dar tudo certo, a coordenadora que trabalha muito para planejar o evento e o pessoal que idealiza e transforma em realidade cada oficina.”


Dandara Toniolo é outra estudante de RP que esse ano está envolvida diretamente com as oficinas. “Já trabalhei em 2018 na produção dos kits de materiais para os participantes, contagens, organização de salas, até na entrega de panfletos. Um trabalho de produção mesmo”, conta. “Esse ano fui convidada a ministrar uma oficina de crise de imagem, junto com a Gabriele Ferrari a Maria Fernanda Paul. Nós temos que pensar em qual case usar e como trabalhar isso com os participantes. Estamos bem ansiosas pelos desafios de ser online, mas animadas com esse trabalho.”

Para Dandara, o trabalho a cada edição do Conecta apresenta experiências em novas áreas (Foto: Reprodução/Facebook)


A Gabriele Ferrari, também ministrante da oficina, já havia trabalhado no Conecta no estande do curso, conversando com os alunos e realizando jogos de interação. “As experiências que tive em 2017 e 2018 foram muito legais, adorei mostrar o curso e ver os rostos cheios de expectativas de quem estava prestes a entrar na faculdade”, lembra Gabriele. “Ainda mais quando soube que alguns de fato entraram no curso e que de algum jeito influenciei um pouca na escolha deles. Que bom que consegui passar a essência do curso.”


Além dessa experiência com os alunos, a Gabriele é uma das alunas que pode acompanhar do início ao fim a criação do evento. “Em 2017 e 2018, foi uma imersão total no trabalho de RP. Planejamos e executamos o estande do curso, a ação de interação, a abordagem, até a disposição das mesas”, explica ela. “O Conecta como um todo é um grande exemplo para entender as principais funções de um relações-públicas, que é criar um relacionamento efetivo com o seu público, por meio de ações de comunicação. Nesse caso, um espaço todo planejado para receber os alunos e trazer eles para a Unisinos. Eu inclusive falava isso para os alunos no estande: o Conecta é um exemplo do que um RP faz! Não é a toa que existe uma equipe enorme de relações-públicas por trás do evento.”


“É um nicho muito importante para um RP”, concorda Bianca. “Estudamos muito sobre a organização, o planejamento e as estratégias de um evento. Vejo que, pessoalmente, minha trajetória na Unisinos é cheia de eventos, palestras e oficinas com profissionais capacitados. O Conecta é mais um desses eventos, e é feito por nós!”


E esse trabalho, que passa por diversos setores, forma uma relação com os alunos que só pode ser partilhada dentro da universidade, com a liberdade e o trabalho com os professores. Por isso, para aqueles que também constroem o evento, ele é de suma importância. A estudante do sétimo semestre, Bruna Soares, é um dos exemplos de “relacionamento duradouro” com o Conecta.


“Eu ingressei na Unisinos através do Conecta. Conheci o curso em 2012, quando vim de Capão da Canoa com a minha escola. No ano seguinte, comecei a faculdade”, conta ela. “Foi na Unisinos que eu defini que queria ser relações-públicas. E agora vou participar como apresentadora, o que é incrível pra mim.” Para a estudante, que não via muitas opções diferentes na cidade, o Conecta possibilitou enxergar um mundo de possibilidades novas, e dessa vez, se esforça para colocar em prática o que aprendeu e cativar novos estudantes.

O Conecta possibilitou que a Bruna descobrisse a profissão que queria seguir, mostrando novas possibilidades de trajetória (Foto: Instagram/Reprodução)


Esse também é o intuito da Giulia Silvestre, que se formou na Unisinos em 2017 e hoje é empreendedora. Convidada a ser apresentadora nesta edição, já tem uma longa história com o evento. “Já trabalhei na Unisinos, na área de eventos, fazendo o Conecta. Ele faz parte do meu crescimento enquanto relações-públicas. Foi sem sombra de dúvidas o maior evento que já organizei, tanto em termos de estrutura física quanto de público”, conta Giulia. Hoje ela é uma produtora de conteúdo digital, voltado para o empoderamento feminino, e também trabalha como a RP, promovendo eventos, marcas e a comunicação de empresas e pessoas. 

A Giulia participou da web série que apresenta o curso, em 2017 (Vídeo: Reprodução YouTube/Curso de Relações Públicas)


Isso porque um RP nunca faz apenas uma função, e o Conecta está aí para provar quão versáteis os profissionais precisam ser. “Em 2016, ainda era estagiária, no início da carreira, e pude trabalhar com a vinda do Felipe Castanhari para o Conecta. Ser responsável por uma parte do evento me ensinou muito sobre tomar para si e dar meu melhor.”


Para a empresária, o evento proporciona que os alunos possam navegar por diferentes áreas do que é ser RP. “Hoje eu não faço apenas eventos, trabalho com produção de conteúdo, planejamento estratégico e muito mais. Como profissional, me preparou para um trabalho maior e muito mais completo.” Como é um grande evento e que movimenta toda a universidade, o peso de toda a estrutura é maior ainda, colocando uma responsabilidade pesada nos alunos, mas também, uma realização à altura. 


“A adrenalina, a experiência, tudo que a gente sonha quando entra na faculdade, foi o que eu senti realizando esse evento”, lembra Giulia. “Senti que o evento era meu, com todas as emoções que isso envolve. Foi o que me formou, é como uma escola de eventos. Eu sinto que posso aceitar qualquer desafio depois do Conecta.”

Equipe do Conecta 2019, comemorando também os 50 anos da Unisinos (Foto: Acervo do curso)
Mais recentes