Por dentro

#design #PPG #projeto social
Prefeitura de Porto Alegre e Unisinos formam parceria para auxiliar pessoas em situação de vulnerabilidade
“O projeto prevê uma ação voluntária e inclui professores, alunos e egressos do curso de Design ”
Estephani Richter

A coordenadora e pesquisadora do PPG de Design da Unisinos, Karine de Mello Freire, líder do projeto, explica que de forma síncrona e assíncrona o grupo está  realizando as reuniões e trabalhando no formato home office. A iniciativa atende a um convite da prefeitura da capital que entrou em contato com a Unisinos pedindo ajuda do Design para formar estratégias inovadoras para a formação de um plano emergencial social para conter os impactos econômicos da Covid-19. Karine explica que a estratégia do Design é trazer para o projeto uma pluralidade de visões, mostrando soluções. Dessa forma ela acredita que conseguiram, mesmo à  distância, aproximar-se com pessoas em situação de vulnerabilidade, visando encontrar respostas para problemas urgentes. “A parceria entre a academia e o Governo é muito importante para unir forças e resolver questões sociais desafiadoras em um curto espaço de tempo. A emergência que a Covid-19 traz, nos leva a sermos mais ágeis na busca por respostas”, observa a professora. 

A professora Karine é quem está coordenando o projeto junto com outros docentes e alunos (Foto: Arquivo pessoal)

A professora convidada da pós-graduação em Design de Serviços, que também integra o grupo, Bruna Remus conta que a prioridade é beneficiar pessoas da cidade em situação de vulnerabilidade, ou seja, sem acesso aos programas do governo e que acabaram sendo ainda mais afetadas com a chegada da Covid-19. Ela explica que a parceria visa projetar soluções ou buscar formas de potencializar os resultados de ações que a prefeitura precisa realizar nesse período. “O que nos move a estarmos engajados é a causa. A ideia desse projeto é justamente tentar ampliar as possibilidades de resultado, gerar mais sinergia entre prefeitura e sociedade, para auxiliar o público que precisa de fato ser ajudado”, pondera. 

O envolvimento acadêmico

Em meio a pandemia o grupo precisou realizar todas as fases do projeto de forma online (Foto: Arquivo pessoal)

A bolsista do mestrado de Design da Unisinos Luana Fuentefria, conta que se buscou criar uma persona, a representação das pessoas que o projeto deve alcançar, formada a partir da análise de características comuns entre estes para saber quem são e onde estão as pessoas que precisam desse auxílio. Destaca que estão buscando formar ações que possam ser usadas não apenas nessa situação emergencial, visando o amanhã, onde estes beneficiados deixarão de estar em estado de vulnerabilidade. Em uma próxima etapa, pretendem fazer com esta experiência não fique restrita ao setor público e alcance outros atores sociais. Luana vê uma grande importância do Curso de Design se envolver em ações como essa, estimulando a criatividade. “A gente vê que nesse momento as diferenças se acentuaram muito, acho que é mais do que urgente pensarmos em métodos e ferramentas que proporcionem olhares múltiplos para construirmos um futuro interessante para todos”, pondera a acadêmica. 

Luana é umas das bolsistas do mestrado em Design que está fazendo parte do projeto (Foto: Arquivo pessoal)

A professora Bruna também concorda que é importante  a Academia estar envolvida nesse tipo de projeto em que é possível  se aprender fazendo. Além dos impactos que esta ação na sociedade, ela acredita que isso também mantém a Universidade conectada e envolvida em causas sociais. Ela ainda observa que estas iniciativas os deixa conectados atuando em rede com os quatro pilares: academia, sociedade, governo e empresas privadas. “Eles (os pilares) precisam ser articulados e de alguma maneira esse grupo da Unisinos vem provocando esse tipo de conexão, gerando impactos mais relevantes”, observa.

Mais recentes