Por dentro

#agexcom #comunicação #home office #mescla
A Agexcom está em casa e está de volta!
“Confira como está sendo o retorno ao trabalho e como a equipe está fazendo isso de forma remota”
Tynan Barcelos


Pode anotar aí no seu diário de quarentena: direto de casa e consumindo mais café do que nunca, a Agexcom mudou a rotina e os processos de trabalho para poder voltar à ativa. Pela primeira vez em sua história, a agência está trabalhando de forma remota, com o desafio de manter a essência e a qualidade dos projetos.

A Agexcom, que estava em período de férias antecipadas entre os dias 6 de abril e 5 de maio devido à pandemia causada pelo novo coronavírus, retornou pensando na melhor forma de reiniciar os trabalhos, agora de forma remota. A coordenadora da agência, professora Cybeli Moraes, tomou o cuidado de entender e mapear a situação de cada estagiário junto com a equipe de professores e técnicos do setor. “Era preciso saber se a estrutura que o aluno tem disponível em casa é compatível com a sua função na agência, para que o desenvolvimento dos projetos funcione da melhor forma”, avalia Cybeli.

Outro ponto importante, segundo a coordenadora, foi a preocupação com a saúde mental de toda a equipe. “Realizamos reuniões entre núcleos internos e com todos juntos também para captar como a nova realidade estava afetando a vida de cada um da equipe. Saber a situação emocional é essencial para o bom andamento das atividades”, explica a professora.

Para a relações públicas Cristiane Rodrigues, que completou 9 anos na Agexcom, a nova situação está sendo um desafio e um grande aprendizado. “Apesar da correria de ter que conciliar o trabalho com o meu filho pequeno em casa, o fato de não precisar fazer os deslocamentos até a Unisinos me deixa muito feliz”, comenta, entre risos. Entre idas e vindas, somando os deslocamentos para a escola do pequeno Artur, Cristiane utiliza oito transportes todos os dias.

E o Mescla?

Também está de volta! Com reuniões virtuais e uma comunicação mais dinâmica, a equipe do Mescla se preparou para mostrar os projetos que a Unisinos e a Indústria Criativa vem desenvolvendo. A professora orientadora Luciana Kraemer acredita na importância dos professores e alunos nesse momento. “O jornalismo precisa narrar as mudanças que estamos passando. Então, precisamos adaptar o conteúdo produzido por nós para levar a quem nos lê um material que seja de utilidade prática e reflexiva em tempos de pandemia”, salienta Luciana.

Apurar e escrever de casa também é um desafio e uma experiência nova, é o que conta a estagiária de jornalismo Bruna Lago: “Agora, eu sinto falta de conversar pessoalmente com as fontes, de marcar para se encontrar, de tomar café com os entrevistados. Conhecer as pessoas é minha parte favorita em ser jornalista”, revela. Já para o nosso subeditor, Marcelo Garcia, ou apenas Marcelinho, trabalhar em home office lhe proporcionou algumas descobertas: “Descobri que há vida na vizinhança durante o dia e que a cozinha não faz comida sozinha”, comenta.

A volta: medos, receios, sentimentos

Mas como foi o retorno ao trabalho dos estagiários da Agexcom? Para os novos, como é o caso do repórter que escreve estas linhas, é, no mínimo, desafiador, principalmente porque não deu tempo de trabalhar presencialmente com os colegas novos e veteranos. Confira, a seguir, o depoimentos de outros seis colegas:

“Esta semana, recebi o meu primeiro briefing e surtei. Mas o pessoal é muito paciente e me explicou direitinho o que eu tinha que fazer. Como estagiária nova, me sinto acolhida”

Lara Petrarca, estagiária de Direção de Arte

“Olha, sinceramente, está meio difícil. Eu sinto falta de poder ir até alguém toda hora e perguntar ou simplesmente pedir uma opinião, conversar em grupo sobre o que eu tô fazendo” 

Tríscia Lima, estagiária de Redes Sociais

“Inicialmente, me senti um pouco medrosa, por que não sabia se iria me adaptar. Como é minha primeira experiência de trabalho, eu não tinha noção de como seria. Mas agora, me sinto mais acolhida”

Ingrid Viégas, estagiária de Web Design

“Eu trabalhava na empresa dos meus pais, mas não era na área de comunicação. Comecei na Agex para conhecer melhor a publicidade e propaganda, e acho que me encontrei. O pessoal é muito carismático e acolhedor. Por mais difícil e longe que estejamos uns dos outros, estou começando a sentir um pouquinho do que é ser Agex”

Carolina Cecconello, estagiária em Atendimento Publicitário

“É o meu primeiro emprego na área, então tá tudo sendo um pouco diferente. Apesar da ansiedade, estou tentando me organizar ao máximo. Como jornalista, to enchendo o pessoal de perguntas”

Tynan Barcelos, estagiário de Jornalismo

“O início na agência está sendo bom, por mais que aquele frio na barriga estivesse muito maior devido às circunstâncias. O apoio dos profissionais e professores tem sido muito importante. Assim, também me sinto acolhido.”

Gabriel Domingues, estagiário de Relações Públicas

O novo ambiente de trabalho

Para matar um pouco a saudade, os meus colegas de Mescla enviaram fotos dos seus locais de trabalho em casa. Deu para notar que, embora cada cantinho tenha particularidades, uma coisa não pode faltar: café, muito café…

Coffee GIF - Find & Share on GIPHY
Reprodução: Giphy

Confira como a equipe do Portal Mescla está trabalhando:

Mais recentes