Por dentro

#jornalismo #primeira impressão #publicação #Revista Primeira Impressão
Edição 52 da Primeira Impressão é lançada
“”
Pedro Hameister

Ocorreu na noite desta segunda-feira (9) o lançamento oficial da edição 52 da revista Primeira Impressão. A publicação é resultado de um trabalho conjunto dos alunos das disciplinas de Jornalismo Literário e de Projeto Experimental em Fotografia. A diagramação ficou por conta de Marcelo Garcia, da Agexcom.

Este semestre, os alunos escolheram o tema “tabela periódica” para retratar na revista. Cada aluno-repórter deveria produzir uma reportagem que se relacionasse a um elemento químico. Já os alunos-fotógrafos ficaram encarregados de ilustrar os textos com belas imagens. Ao todo, a mais recente edição da PI, como é conhecida, trouxe 19 reportagens, que exploram histórias interessantes por trás de elementos químicos – que, diga-se de passagem, muitos não sabem o quanto estão presentes no dia a dia.

Um coquetel foi preparado para comemorar o fim dos trabalhos do semestre. Nas mãos dos estudantes, salgadinhos e docinhos competiam com os exemplares da revista. Além dos alunos, alguns entrevistados – ou personagens, como gostam de dizer os jornalistas – prestigiaram o evento. Entre os presentes, Micael Behs, um dos coordenadores do curso de Jornalismo da Unisinos. Para ele, é sempre uma satisfação ver e manusear o resultado final da Primeira Impressão, elaborada pelos futuros jornalistas. “A gente percebe nitidamente o esforço de apuração e de pesquisa dos alunos, que são procedimentos muito valorizados na produção de grandes reportagens”, afirmou o professor. Micael também enfatizou que entre os diferenciais do curso de Jornalismo da Unisinos estão a valorização da produção impressa e o incentivo aos estudantes em trabalhar com materiais jornalísticos aprofundados.

O lançamento da Primeira Impressão contou com a presença dos alunos, professores e entrevistados | Foto: Bruna Lago

Nikão Duarte, que ministra a disciplina de Jornalismo Literário, disse que o principal sentimento ao ver a Primeira Impressão finalizada, após passar um semestre envolvido com ela, é o de gratificação. “Essa revista é um portfólio do aluno. E é importante, como professor, perceber a evolução deles ao longo da disciplina, a cada versão da reportagem que eles entregam. Gratificação é a palavra que melhor resume isso”, frisou.

Seu colega Flávio Dutra, professor de Projeto Experimental em Fotografia, observou que os alunos-fotógrafos também demonstraram uma nítida evolução ao longo do semestre, e o deixaram satisfeito com o resultado final de seus esforços. “Nesse momento da vida, em que eles são alunos, estão todos em um processo de formação. Ainda estão aprendendo a serem repórteres e fotógrafos. Mas, para mim, essa publicação é um indicativo de que a gente alcançou aquilo a que nos propusemos”, disse.

A PI é distribuída gratuitamente. Exemplares podem ser retirados na Agexcom (sala D01-001), no campus São Leopoldo, ou recebidos por correio. Pedidos devem ser feitos pelo e-mail revistaprimeiraimpressao@gmail.com. Há exemplares para consulta também nas bibliotecas da universidade, nos campi Porto Alegre e São Leopoldo. A revista pode ser lida também na internet, em versão de folhear. Está em issuu.com/unisinosagexcom.

Mais recentes