Por dentro

#iniciativa #jornalismo #pochete jornalismo
A versatilidade do Jornalismo
“Saiba mais sobre a iniciativa da disciplina de Seminário de Jornalismo e Temas Emergentes que ganhou destaque neste semestre”
Lisandra Steffen


O Pochete Jornalismo é um projeto que discute o jornalismo a partir de duas possibilidades: dar visibilidade a iniciativas jornalísticas internacionais, e como elas podem inspirar as brasileiras; e trazer conversas sobre tendências da profissão, feitas com profissionais nacionais.


O projeto foi desenvolvido pelo professor Rafael Grohmann, junto com os estudantes de Jornalismo. No começo do semestre, ele diz ter explicado aos alunos “que o Jornalismo deve ir além do próprio Jornalismo”, desafiando os graduandos a ampliar suas percepções sobre a profissão. O projeto foi conduzido pelos próprios estudantes, que desenvolveram mais que apenas entrevistas para fazer a proposta acontecer. Alguns exemplos de conteúdos encontrados no Pochete são: O Fumaça, projeto independente de Portugal; a Blake House, uma cooperativa de cineastas britânicos; e a LatFem, uma iniciativa argentina que tem a proposta de fazer jornalismo de maneira consciente. Além de entrevistas com profissionais como Edson Rossi, editor da IstoÉ Dinheiro.


Originalmente, o projeto foi chamado de Cerquilha, também conhecida como hashtag. Durante as aulas, os alunos descobriram que esse nome já estava sendo usado. Decidiram partir, então, para  um brainstorming. No momento em que foram provocados a defender diferentes termos que surgiram, os estudantes perceberam a versatilidade da pochete: já foi moda, depois foi considerado algo brega e, agora, volta a ser tendência. Eles, então, associaram o nome com as tendências do Jornalismo, levando em conta que a profissão vem sofrendo diversos ataques, assim como, um dia, ocorreu com a pochete.


A grande questão que Rafael trouxe para os estudantes foi repensar o Jornalismo e trazer essas temáticas para as matérias do Pochete. “Como há um certo florescer de iniciativas jornalísticas no mundo todo, o exercício foi de que tentar aprender coisas para trazer para cá”, explicou. Além disso, o professor gostaria que a continuidade, ou não, do Pochete partisse dos alunos. “Eles têm que se sentir parte desse projeto, que é um trabalho colaborativo muito legal”, contou. O Pochete Jornalismo foi uma iniciativa de Seminário de Jornalismo e Temas Emergentes, mas o convite para a continuidade está aberto para além dos estudantes desse semestre e da própria disciplina. Todos os alunos que se interessaram pelo projeto podem participar.

Mais recentes