Por dentro

#direito #jornalismo #liberdade #Podcast
Um projeto sobre liberdades civis
“A turma de Jornalismo Experimental decidiu abrir o berreiro”
Josi Skieresinski


O semestre começou com uma missão desafiadora para a primeira turma da disciplina de Jornalismo Experimental, da Unisinos Porto Alegre: colocar no ar um projeto que reunisse um conteúdo diferente e aprofundado em diversas plataformas.

Os alunos decidiram fazer um podcast que discutisse as liberdades civis. Dividiram o conteúdo em seis temas principais, para serem debatidos em seis programas. Foram eles: direito à liberdade de imprensa e expressão; direito à liberdade de associação, reunião e manifestação; direito à privacidade; direito à defesa; direito à integridade física, psíquica e moral; e direito à liberdade religiosa. Todos os assuntos foram embasados no Artigo 5º da Constituição

Assim nasceu o Berreiro Podcast. Para que o projeto desse conta de abordar todo o conteúdo escolhido, os estudantes utilizaram, além dos podcasts, outros quatro recursos: texto, foto, vídeo e redes sociais. A ferramenta escolhida para a publicação dos textos foi o Medium. Lá, foram postados os editoriais relacionados com cada tema e os ensaios fotográficos. O Instagram foi usado para a divulgação dos programas e vídeos de making of. Para hospedar os episódios, o Spotify se adequou bem. A galera contou ainda com a parceria do Portal Mescla, que publicou o material na seção Mescla Cast. 

A estudante Juliana Coin, que está indo para o final do curso, disse que percebeu o quanto as empresas valorizam um profissional com portfólio. Segundo ela, foi muito importante ter participado de um projeto, mesmo que experimental, ainda na faculdade. “O Berreiro Podcast me incentivou a trabalhar com novos formatos narrativos. Mais que isso, provocou debates sobre temas muito complexos. Eu acho que o trabalho de tradução dessa complexidade transformou a minha formação e, com certeza, transformará a vida dos ouvintes”, comenta Juliana, uma das apresentadoras do podcast. “O Berreiro é o retrato do novo jornalismo e da qualidade produtiva de todos os envolvidos”, acredita a futura jornalista. 

Carolina Santos foi uma das organizadoras e produtoras. Integrou também a editoria de fotografia. Para ela, o projeto foi um grande desafio. “Fiz algumas coisas que nunca havia feito, como cobrir um evento tirando fotos. O Berreiro também me mostrou como é muito importante ter colegas que puxem a frente contigo e se dediquem para que o projeto dê certo”, avalia a aluna. 

Ouça aqui o resultado do trabalho dessa galera.

Mais recentes