Deu certo

#cinema infantil #CRAV #FICI
Curta produzido no CRAV é finalista do Prêmio Brasil de Cinema Infantil
“Dióscuros é um filme sobre o amor entre gêmeos escrito e dirigido por Jaqueline Valadares Duarte”
Estephani Richter


O curta metragem Dióscuros, escrito e dirigido por Jaqueline Valadares Duarte é um dos finalistas da categoria Histórias Curtas do Prêmio Brasil de Cinema Infantil, que faz parte da programação  do Festival Internacional de Cinema Infantil (FICI). Jaqueline se formou em Realização Audiovisual (CRAV) na Unisinos em janeiro deste ano. Durante o terceiro ano do curso, em 2017, ela produziu o filme junto com alguns de seus colegas. “Fiquei imensamente feliz quando o curta foi selecionado, pois foram mais de 190 inscritos do Brasil inteiro, é uma honra muito grande”, observa Jaqueline.

Jaqueline com os protagonistas de Dióscuros. Foto: Arquivo Pessoal

A diretora conta que a ideia do roteiro surgiu da vontade que ela tinha de abordar um amor que vai além da vida e a temática de gemelares e suas conexões. Para isso, ela conta a história de Olívia, uma menina que precisa enfrentar o primeiro dia de aula em uma escola grande, e encontra companhia em seu melhor amigo Joaquim. Jaqueline entrelaça o enredo com a história dos gêmeos Castor e Pólux, da mitologia grega, conhecidos como Dióscuros. 

A egressa acredita que o trabalho é resultado do empenho da equipe. Jaqueline ainda lembra da ajuda que recebeu dos professores do CRAV que, segundo ela, deram orientações certeiras. Sua família também a apoiou do início ao fim e até fizeram parte da figuração do filme. No ano passado um colega foi premiado no festival e assim decidiu participar também, inscrevendo o resultado do seu trabalho da faculdade.

Equipe responsável pela produção do curta metragem, em ação. Foto: Arquivo Pessoal

Jaqueline percebe a importância deste festival, que pode trazer visibilidade para o curta dentro do nicho de filmes infantis, especialmente este ano que conta com a categoria “Melhor Filme do Júri Popular Web”. Dessa forma, o alcance das obras é ampliada, tornando possível para crianças que não estarão presentes no festival, poderem assistirem também aos filmes. “Saber que Dióscuros está sendo visto por crianças do Brasil inteiro é muito fascinante”, comenta.

A votação vai até o dia 8 de novembro. Para poder assistir e votar no curta metragem de Jaqueline é só clicar no link.

Mais recentes