Primeiro desenho animado em Libras é exibido no YouTube - Portal da Indústria Criativa


Primeiro desenho animado em Libras é exibido no YouTube

Projeto desenvolvido por brasileiro poderá ser utilizado dentro das salas de aula

Postado em: 10/10/2018
Por: Lucas Alves

Por não conseguir se comunicar com uma jovem com deficiência auditiva em uma festa, Paulo Henrique dos Santos, de Itajaí/SC, percebeu a necessidade de ensinar Linguagem Brasileira de Sinais a população. O design, que trabalha há sete anos com animações, também observou a falta de atrações para o público infantil surdo. A partir daí, surgiu a ideia de criar a animação “Min e as Mãozinhas”, primeiro desenho totalmente em libras.

Números divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2010 estimam que cerca de 9,7 milhões de brasileiros possuem deficiência auditiva. Isso representa 5,1% da população do país. Aproximadamente um milhão dessas pessoas são crianças e jovens até 19 anos. No Brasil, a comunidade surda se comunica através da Linguagem Brasileira de Sinais (Libras), que foi reconhecida como meio legal de comunicação por meio da Lei nº 10.436, em abril de 2002.

Apesar desse reconhecimento, não existem muitos programas audiovisuais capazes de suprir a necessidade da comunidade surda brasileira. O problema também é frequente na indústria cultural infantil. Pensando nisso, Paulo Henrique decidiu criar um desenho inteiramente em Libras a fim de ensinar esse tipo de linguagem.

“Achei um absurdo ter uma pessoa brasileira do meu lado e eu não ter ideia de como me comunicar. Vi que há um grande despreparo da maioria para falar com os surdos”, disse Paulo Henrique.

Com o projeto em mente, Paulo Henrique criou a animação “Min e as Mãozinhas”. São 13 episódios, cada um ensinando cinco sinais de Libras. O trabalho do diretor acabou se tornando uma referência, pois o desenho é o primeiro totalmente em Libras no YouTube. “Foi uma surpresa ser o primeiro. Quando a gente começa, a gente busca referências. Mas como não tive, decidi arriscar. O retorno tem sido muito gratificante”, relata o Design, que já trabalhou com animações da “Turma da Mônica” e “Sítio do Pica-Pau Amarelo”.

Foto: divulgação

Paulo Henrique dos Santos contou com uma equipe de intérpretes e professores para desenvolver o trabalho. “A ideia do desenho é que os professores também possam usá-lo em sala de aula”, planeja o criador. Agora, Paulo busca ajuda de parceiros e empresas para concluir o trabalho. O diretor também criou uma “vaquinha” online para levantar fundos.

O primeiro episódio de “Min e as Mãozinhas” foi lançado no YouTube no último dia 26, para celebrar o Dia do Surdo. Confira o primeiro episódio da animação.

Redes Sociais