Como trabalhar com jornalismo político - Portal da Indústria Criativa


Como trabalhar com jornalismo político

Tema foi debatido na semana da comunicação, na Unisinos Porto Alegre

Postado em: 03/10/2018
Por: Giulia Godoy

Ano de eleições e a pauta não podia ser diferente para os futuros comunicadores. Com a atual situação política que vive o país, na qual discursos de ódio são compartilhados em redes sociais e opiniões se divergem, jornalistas que trabalham com o tema contam como funciona o ambiente durante esta época.  

Em uma das mesas mais esperadas pelos estudantes de Jornalismo durante a Semana da Comunicação, o tema Jornalismo Político reuniu profissionais da área na última quinta-feira (27). Com a mediação do professor Flávio Dutra, o evento contou com a participação dos jornalistas André Machado, da Bandeirantes, e a colunista do Correio do Povo Flávia Bemfica.  

Uma das questões trazidas pelos estudantes aborda um dos temas mais conhecidos no jornalismo, a isenção. De acordo com André Machado, para trabalhar com ela é necessário ter muito caráter e se despir de convicções. “A gente está vivendo num mundo que cada um quer compor a sua verdade, por isso anda muito difícil fazer o nosso trabalho, mas cada vez é mais necessário fazer jornalismo”, comentou. 

Flávia Bemfica contou sobre algumas decisões que tomou durante a profissão para tornar ainda mais imparcial sua opinião. Além de não ter redes sociais, para não ter que lidar com discursos de ódio, Flávia também falou sobre um importante passo que deu logo no início da careira. “Eu levo essa questão de isenção tão a sério que eu não me lembro quando eu votei pela última vez. Porque eu achava que era aquilo ali que eu tinha que fazer”, contou a jornalista. 

Foto: Liane Oliveira

Além disso, os jornalistas ressaltaram alguns aspectos importantes para levar em conta quando se escolhe fazer jornalismo político. Entre os comentários, Flávia Bemfica fala sobre a importância da diversidade de fontes. “Quanto mais diferentes, mais informações se consegue ter, mais informação para o leitor”, ressaltou.  

André Machado falou sobre a importância de identificar pautas para o público e as que só interessam aos partidos. “As pautas vão surgindo, mas tem que tentar é variar as fontes e prestar muita atenção naquilo que de fato é importante para as pessoas. Tem que tomar cuidado se aquilo que tu estás fazendo tem alguma relevância pra pessoa ou se está cobrindo um interesse pessoal teu ou de quem ofereceu a pauta”, comentou. 

Redes Sociais