Aluno de Design de Produto leva a marcenaria artesanal para exposição no Rio de Janeiro - Portal da Indústria Criativa


Aluno de Design de Produto leva a marcenaria artesanal para exposição no Rio de Janeiro

Kalvin Piletti foi selecionado para expor na 3ª edição do Novos Talentos Brasileiros – Design & Arte

Postado em: 25/09/2018
Por: Luiza Soares

Na reta final do curso de Design de Produto da Unisinos, o aluno Kalvin Piletti, 25 anos, foi selecionado para apresentar um trabalho de marcenaria artesanal na 3ª edição do Novos Talentos Brasileiros – Design & Arte, no Rio de Janeiro. O evento, que reúne peças e protótipos de recém-formados, estudantes e profissionais, busca trazer visibilidade às criações.  O jovem foi o único aluno da universidade a integrar a mostra. 

Desde a infância o estudante é influenciado pela profissão do avô, que trabalha com marcenaria de maneira pura, sem nenhuma intervenção de outros materiais. Kalvin foi selecionado na categoria “Banquinhos”, com um móvel feito totalmente à base de encaixes de madeira. “Eu tinha que me inscrever como se fosse um edital. Me inspirei nas criações do meu avô como marceneiro e apresentei como se fosse uma defesa, conceito e de “Por que daquela forma?” explica o estudante. 

A mostra é uma plataforma para divulgar os novos designers do mercado de trabalho, mas Kalvin já tem um currículo consistente. Esse não foi o único trabalho do aluno a ser reconhecido em competições, o jovem já foi finalista no Prêmio Bornancini e no Colabora Mercur, no que ficou entre os dez finalistas dentre os 200 inscritos. “A gente teve que desenvolver uma muleta sustentável. E não era categoria só de estudantes, era categoria aberta”, lembra Kalvin.  

Kalvin com o seu banquinho selecionado para o Novos Talentos – Design & Arte

O evento foi experiência da área que Kalvin gostaria de trabalhar no mercado de trabalho, produzindo móveis mobiliários. Aliadoa à marcenaria artesanal, o jovem explica que um dos objetos mais difíceis de construir é a cadeira: “Ela recebe muita força de vários pontos diferentes, então se a cadeira não for muito bem projetada, muito bem pensada, nos primeiros seis meses ela começa a ter aqueles “jogos” e em um ano ela se desmonta”.  

Por esse motivo, Kalvin projetou o banquinho selecionado para a mostra, em que não usou nenhum tipo de intervenção para a construção: “Principalmente no meu viés de trabalho, que é marcenaria artesanal. Então eu procuro não utilizar parafusos, nenhum tipo de ferragem. O banquinhodo Novos Talentos também é só o encaixe da madeira, não tem nenhum tipo de parafuso”, explicou o jovem. 

O coordenador do curso de Design de Produto, André Canal Marques, explica que a formação dentro do FabLab, um laboratório de fabricação digital vinculado à rede mundial Fab Lab, iniciada no MIT (Massachusetts Institute of Technology), propõe cursos que oferecem tecnologias mais avançadas e também mais analógicas, como a prática da marcenaria artesanal de Kalvin. Segundo o professor, atualmente a tendência é a do “faça você mesmo”: “O campus Porto Alegre tem um polo criativo de produção, principalmente com a marcenaria”, relata André. 

Projetos que vão além do mobiliário 

Além de trabalhar com móveis como banquinhos, mesas e cadeiras, o jovem atua também na fabricação de tábuas de skates no formato clássico, chamado de “shapes old school. Juntamente à empresa de dois amigos, a Fabrique, é um espaço “makers space” em que cada pessoa produz seu projetodisponibiliza oficinas que oferecem cursos de marcenaria em Porto Alegre. Lá, a cada dois meses, o jovem oferece a disciplina de como criar o shape de skate, no estilo old schoolMas Kalvin almeja expandir a oficina e trazê-la para a Unisinos como um Curso de Extensão: “Já conversei com o coordenador do curso, já rolou uma aula inaugural com o pessoal de design de produto com a Fabrique. Vou expor algumas peças agora na Open Feira de Design”. 

 

           

Skates produzidos por Kalvin na Fabrique.

 

 

Redes Sociais