Como empreender na área da Gastronomia - Portal da Indústria Criativa


Como empreender na área da Gastronomia

Jovens gastrônomos apostam em inovações no setor de alimentação

Postado em: 18/04/2018
Por: Luiza Soares

Em busca de novas maneiras para fugir da crise econômica, muitas pessoas estão apostando em empreendimentos no setor de Alimentação Fora do Lar (AFL) – muitas vezes por falta de alternativas do mercado de trabalho. Segundo o Instituto de Foodservice Brasil, em 2016, os brasileiros gastaram R$ 184 bilhões em consumo fora de casa, 3% a mais que no ano anterior. 

Recém-formados, alguns jovens gastrônomos estão colocando em prática o que estudaram e estão divulgando produtos próprios em redes sociais – sem necessariamente abrir um estabelecimento ou uma cozinha industrial. Para a coordenadora do curso de Gastronomia da Unisinos, Flavia Silveira, a gastronomia está vivendo uma nova era, em que os consumidores e produtores artesanais estarão cada vez mais conectados e consequentemente precisarão de menos intermediários. 

“Esta nova realidade é apresentada por meio da criação de marcas sustentáveis na área de restaurantes, produtos prontos, mercados de comidas e diferentes formatos de hortas urbanas. Empreendimentos gastronômicos que visam modelos sustentáveis, com inovações sociais e ambientais, preços justos e produtos artesanais são o futuro que se desenha nessa área”, afirma a coordenadora sobre os rumos que a gastronomia tem tomado. 

Foi o que o jovem gastrônomo Rafael Vicente, formado em Gastronomia pela Unisinos e aluno da Pós-Graduação de Design Estratégico, está fazendo. Ele lançou seu projeto por meio de assessorias e Instagram, que leva o seu nome. 

                                                                                                                                                                                                                                   foto: Rafael Vicente

“Comecei o projeto, que na verdade é só o início, pois tende a ficar muito maior em breve, mas a ideia é fazer comunicação em gastronomia. É usar o ato de se alimentar, não só como uma forma de comunicação, mas isso vem muito de uma questão italiana onde ela é realmente um ato de comunicação. A ideia é comunicar a gastronomia e pensar em alimentação de uma forma diferente”, afirma Rafael a respeito de seu projeto de barras de chocolate e ovos recheados de Páscoa. 

A ideia de Rafael foi pensar em produtos que o consumidor ainda não tenha visto no mercado e como interligar a paixão pela comunicação com a gastronomia. “Os produtos foram pensados de maneira diferente do que esses que tu geralmente encontras no mercado. Esse projeto foi um trabalho de pensamento, teve uma linha de pensamento da gastronomia como uma experiência e como ter uma diferente”. 

Já para o chef Marcelo Shambeck, do restaurante Del Barbiere, o segredo na hora de abrir um empreendimento é não ter pressa e adquirir experiência em outros estabelecimentos. Isso estimula na criação de uma identidade de marca, formar uma característica desse novo plano de negócio. 

“É uma questão muito pessoal (abrir um empreendimento). Acho que antes de tudo tem que justamente fazer um plano de negócio, ter um planejamento, pensar em cenários de consumo, mês bom e mês ruim. Tentar se planejar para não haver surpresas, não abrir só pela emoção”. 

Redes Sociais