Paz, justiça e instituições eficazes são tema na Virada Sustentável - Portal da Indústria Criativa


Paz, justiça e instituições eficazes são tema na Virada Sustentável

Unisinos abre portas para evento que aborda os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, da ONU

Postado em: 09/04/2018
Por: Thamyres Thomazini

Nesta última sexta-feira (06/04) ocorreu, no campus Unisinos Porto Alegre, parte das atividades da Virada Sustentável, iniciativa que difunde e amplia a informação sobre sustentabilidade na sociedade. Na 3ª edição do evento assuntos relacionados aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU) ganharam destaque. A mesa de debates número 3 abordou o tema “Paz, Justiça e Instituições Eficazes”. Francisco Marshall, professor doutor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), mediou os debates. O painel foi formado pelo prof. Dr.José Vicente Tavares (UFRGS), Fernando Schmitt, fotógrafo, professor e jornalista e, por fim, pelo doutor em Sociologia Padre Ivo Follmann.

Na sala 808 o objetivo da ONU escolhido foi o 16, que diz, em linhas gerais, que sugere a promoção de sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, além de proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis. José Vicente, diretor do Instituto Latino Americano (ILEA), foi o primeiro palestrante. Ele reforçou a ideia da necessidade de buscarmos a multidisciplinaridade. “É preciso combater a fragmentação do conhecimento, pois estamos cada vez mais especialistas e sabemos menos”. O ILEA trabalha questões sociais sobre violência, paz,  sustentabilidade, sem restrições de investigação. Vicente esclarece que sem um saber geral nos tornamos deficientes em nossas áreas específicas.

Foto: Thamyres Thomazini

Vestindo uma camisa com a escrita “o que você vê?”, Fernando Schmitt exemplificou como as imagens tensionam os textos. Apresentando imagens diferentes em uma mesma frase, cada uma delas gerou reações e interpretações distintas e até contraditórias. “Imagens são atos que nos afetam, nos fazem refletir e agir. Imagens, textos e sons se conectam juntos na produção de discursos mais poderosos. A minha provocação foi casar texto, fragmentos das ODS (Objetivos do Desenvolvimento Sustentável) com imagens para perceber como elas influenciam. Minha ideia não é produzir um discurso político, mas mostrar a política no discurso”, salientou o fotógrafo e jornalista Schmitt sobre como desenvolveria sua fala.

Foto: Thamyres Thomazini

 

O último convidado, Padre Ivo Follmann, se declarou um militante da transdisciplinaridade. “No momento em que a universidade conseguir derrubar seus muros, ela vai deixar de ficar isolada em seu conhecimento. Há o risco de ficar obsoleta se não implementar e promover a transdisciplinaridade”, expôs ao iniciar a apresentação. Trazendo também como foco a  “ecologia integral”, o professor da Unisinos citou os três pilares necessários para sua implementação. Para ele, só teremos paz e justiça se as instituições forem eficazes em promover o reconhecimento do outro, o compromisso social e o cuidado com os dons da criação.

Foto: Thamyres Thomazini

Para finalizar o encontro, um círculo de debate com os presentes foi formado, visando a discussão e reflexão dos assuntos propostos anteriormente. Aos poucos a timidez foi deixada de lado e as opiniões começaram a surgir. Professores da rede municipal, gestores, mestrandos e graduandos argumentaram sobre como a sustentabilidade passa pelas relações sociais, políticas públicas, por todos os níveis. Entre as falas, a importância da consciência ser trabalhada desde a infância ganhou espaço. “Ser consciente é algo que deve ser construído desde sempre. As crianças devem ter um espaço de grande importância neste ciclo de conhecimento e ensinamento de sustentabilidade”, disse um dos participantes.

 

Redes Sociais