Um livro, um paletó e um fantasma - Portal da Indústria Criativa


Um livro, um paletó e um fantasma

“Todos nós vamos passear juntos na estrada da noite”

Postado em: 07/12/2017
Por: Kellen Guaragni Dalbosco

O #Termineumlivro decidiu trazer neste mês uma resenha sobre um thriller, ou terror, escrito por Joe Hill.  O escritor é filho de Stephen King, rei dos livros de terror, e herdou do pai a habilidade para este gênero literário. Mas já vamos avisando, este é um daqueles livros que depois da primeira página, é impossível parar.

Judas Coyne é um cinquentão lendário no rock n’roll norte-americano. Ao longo da carreira, colecionou namoradas, as quais costumava chamar pelo nome de seus estados de origem, um costume estranho que fica presente no desenrolar da história. Ainda mais sinistro é o seu costume de colecionar objetos macabros. Fazem parte da coleção do astro aposentado um livro de receitas para canibais, uma confissão de uma bruxa de de 300 anos atrás, um laço usado num enforcamento, uma fita com cenas reais de assassinato, entre tantos outros.

E é aí que a história começa. Quando fica sabendo de um leilão da internet, que oferta o paletó de um morto que promete vir com o fantasma do antigo dono, ele não pensa duas vezes e arremata o objeto por mil dólares. Aqui é importante dizer que Jude, como é conhecido, é cercado por suas assombrações pessoais, como as diversas namoradas que descartou, seu pai violento que perturba sua infância, os colegas de banda traídos por ele.  Jude diverte-se  com a ideia da compra, já que é apenas mais um objeto para sua coleção.

É aqui que sua vida muda. Quando o paletó chega à casa de Jude,  é desembalado de uma caixa preta em forma de coração – no inglês, o título “Heart Shaped Box”, caixa em forma de coração, na tradução literal, refere-se justamente a este momento. Acontece que o paletó é realmente assombrado, e logo na primeira noite Jude depara-se com o fantasma de Craddock McDermott. O que a princípio era uma compra inofensiva, acaba se tornando um pesadelo ao longo da história.

“Seu olhar bateu num velho homem sentado numa antiga cadeira (…) A cabeça do velho estava curvada. Seu chapéu descansava no joelho. Os botões na frente do paletó cintilavam no escuro, cromados pelo luar. Jude reconheceu num relance o paletó. Da última vez que o vira, estava dobrado na caixa preta em forma de coração”

O fantasma não entrou por acaso na vida de Jude, mas isso demora a ser revelado no livro. E é em meio a uma fuga desesperada que o rockeiro, com a ajuda de sua namorada, Geórgia, e na companhia de seus dois cães, se vê obrigado a enfrentar seus fantasmas pessoais, percorrendo uma estrada de volta para suas origens. A perseguição implacável do fantasma muda a essência de Jude e torna Geórgia uma das personagens mais queridas da história. Ao longo do livro muitas histórias secundárias vão sendo reveladas. São 256 páginas de terror e suspense que vale a pena acompanhar.

Dica de trilha sonora para o livro:

Redes Sociais