Jornalistas gaúchos são os que mais recebem prêmios regionais - Portal da Indústria Criativa


Jornalistas gaúchos são os que mais recebem prêmios regionais

Ano passado, 76 dos 207 prêmios com limitação regional distribuídos no Brasil foram ganhos por jornalistas do Rio Grande do Sul

Postado em: 25/09/2017
Por: Fernando Eifler

Todos os profissionais gostam de ter trabalhos reconhecidos, e com os jornalistas não é diferente. Existem muitas premiações para a categoria, seja regional, estadual ou internacional. Segundo dados do “Relatório Anual de Prêmios de Jornalismo Para Jornalistas Brasileiros”, somente em 2016 foram distribuídos 908 prêmios no Brasil, sendo, 207 a nível regional.

O Rio Grande do Sul é o segundo estado com maior número de jornalistas premiados. No ano passado foram 160 prêmios para profissionais gaúchos. Dos quais, 76 a nível regional, o que representa cerca de 37% das premiações locais no país, maior número do país, com folga.

Para o Presidente da Associação Riograndense de Imprensa (ARI), Luiz Adolfo Lino de Souza, esse grande número de prêmios se deve, principalmente, ao alto nível do jornalismo praticado pelos profissionais do Estado. “O Rio Grande do Sul tem esse círculo de qualidade que leva seus profissionais a ter mais valorização do trabalho jornalístico, tanto das empresas, quanto dos jornalistas”, comenta.

Outro ponto importante citado é que, no Estado, existem grandes empresas que atuam nos mais diversos mercados, seja em jornal, rádio, televisão e, agora, na internet. “Os jornais impressos mesmo com a crise, têm boa audiência. Emissoras de televisão, como RBS e Record RS, possuem boa audiência. No rádio, temos grandes emissoras que se dedicam exclusivamente ao radiojornalismo. Todas com qualidade, com isso, os jornalistas acabam tendo bastante material de qualidade para concorrer a prêmios”, analisa, Adolfo.

Para o premiado jornalista Carlos Wagner, um dos pontos que faz com que os jornalista gaúchos conquistem tantos prêmios é a tradição de disputa que há no jornalismo local. “Um sempre busca ser melhor que o outro, fazer matérias e reportagens melhores. Essa disputa ajuda a alimentar a qualidade do jornalismo, fazendo com que possam ganhar mais prêmios”, afirma

O Rio Grande do Sul possui duas tradições: ser muito competitivo e formar excelentes repórteres. “Nós somos uma das maiores escolas de jornalismo do país, basta ver os grandes repórteres surgidos nos últimos 30 anos, como Caco Barcellos e André Pereira, são da mais alta qualidade, gaúchos e premiados”, completa, Carlos Wagner.

(Reprodução: Relatório de prêmios de jornalismo para jornalistas brasileiros, edição 2016)

 

(Reprodução: Relatório de prêmios de jornalismo para jornalistas brasileiros, edição 2016)

 

Redes Sociais